Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019

Servidores do Tribunal de Contas aprendem técnicas de primeiros socorros

Servidores do Tribunal de Contas aprendem técnicas de primeiros socorros
maio 08 14:11 2018 Imprimir Conteúdo

O Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) recebeu na manhã desta terça-feira, 8, voluntários do Projeto Salve para treinarem servidores no reconhecimento de uma Parada Cardiorrespiratória (PCR) e manobras de Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) até a chegada de socorro especializado. A capacitação aconteceu com o apoio do Setor Médico e da Escola de Contas (Ecojan).
A equipe do projeto é composta por instrutores do Corpo de
Bombeiros, Sociedade Médica de Sergipe (Somese), SAMU e Sociedade de Anestesiologia do Estado de Sergipe (Saese), instituições que fundaram o Salve em 2016 e já são responsáveis pela instrução de mais de 3 mil pessoas em RCP.
De acordo com José Aderval Aragão, presidente da Somese, o projeto atua em órgãos, empresas e instituições públicas e privadas e tem como um de seus objetivos a capacitação dos servidores para que se sintam confiantes na utilização das técnicas e do desfibrilador.
“Queremos ensinar as técnicas de ressuscitação e desmistificar que haja dificuldade nos procedimentos; mostrar que eles podem ser efetuados por leigos, passar confiança ao servidor para que ele não cruze os braços diante de uma emergência do tipo. Mesmo acionando o Samu, a ambulância pode demorar um pouco a chegar no local da emergência, portanto, a ação imediata de socorro pode ser decisiva para salvar vidas”, afirmou.

O coordenador do Salve, Ronei Barbosa, acrescenta que a ação também visa a conscientização dos órgãos sobre a presença de desfibriladores em seus prédios e da divulgação para a população – o TCE conta com três destes equipamentos nas suas dependências.

“É interessante que a população saiba da existência desses equipamentos, pois em caso de urgência nos arredores, eles podem ser utilizados. Os desfibriladores devem estar bem sinalizados e com instruções sobre o seu uso”.

Fonte e foto assessoria
  Editoria: